• (11) 4521-9494 / 97647-5816 (TIM) / 96650-4335 (CLARO)

Bruxismo do sono

O bruxismo do sono é um dos distúrbios do movimento do sono. Se dá pela parafunção dos músculos da mastigação caracterizado pelo ranger ou apertar dos dentes durante o sono e que, geralmente, está associado com micro despertares.  A palavra bruxismo vem do grego O bruxismo do sono é um dos distúrbios do movimento do sono. Se dá pela parafunção dos músculos da mastigação caracterizado pelo ranger ou apertar dos dentes durante o sono e que, geralmente, está associado com micro despertares.  A palavra bruxismo vem do grego brycheinm, que significa ranger dos dentes.

O bruxismo do sono é diferente do bruxismo diurno. A diferença está no estado de consciência e diferentes estados fisiológicos com diferentes estados de ritmicidade da musculatura mastigatória, sendo o bruxismo diurno uma atividade parcialmente voluntária e o bruxismo do sono, uma atividade inconsciente.
O bruxismo do sono é um problema que afeta sobretudo as crianças podendo também afetar os adultos. E afeta indistintamente homens e mulheres.
Vários são os fatores de risco associados ao bruxismo do sono: idade, tabaco, álcool, cafeína, ansiedade, estresse, transtornos psiquiátricos, distúrbios do sono, drogas e disfunções temporomandibulares.
O diagnóstico é feito pela observação de um desgaste dentário anormal, ruídos de ranger de dentes durante o sono, dor orofacial e dor de cabeça ao acordar.
A polissonografia é um exame de diagnostico, que irá identificar os episódios de bruxismo, além de outros distúrbios do sono, tais como ronco, apneia do sono, movimentos periódicos dos membros, dentre outros, durante uma noite inteira de sono e auxilia na orientação do tratamento.
Atualmente, o tratamento odontológico mais utilizado é o das placas oclusais, que auxilia na redução do atrito e proteção dos desgastes dos dentes. Geralmente também se faz necessário abordagem psicoterápica e farmacológica, de acordo com o perfil de cada paciente. A decisão clínica do tratamento deve ser ponderada e baseada nas evidências científicas e na experiência multidisciplinar.

O sorriso de uma mãe vale muito mais que qualquer palavra!

Há mais de 30 anos exerço a Odontologia e trabalho com crianças, dando-lhes condições de crescimento e desenvolvimento das arcadas dentárias e permitindo-lhes o bom funcionamento da boca. E há quase dez anos realizo a Odontologia na Medicina do Sono, atendendo adultos e idosos, proporcionando a restauração do sono dos pacientes e consequentemente melhorando suas qualidades de vida.

Três gerações

Hoje atendo filhos e filhas de pacientes que já se beneficiaram com o tratamento oferecido pela Ortopedia Funcional dos Maxilares, especialidade que venho exercendo antes mesmo de seu reconhecimento no Conselho Federal de Odontologia. Estes pacientes, pais e filhos, trazem em suas faces os sorrisos que ajudei a construir e que me motivam a continuar atuando nesta profissão tão gratificante.

Tal como a Ortopedia foi um dia, a Odontologia na Medicina do Sono ainda não é uma especialidade, mas é prática integrativa à Medicina do Sono. Para isso, é necessária a atualização constante, participando de congressos nacionais e internacionais, a fim de continuar oferecendo aos pacientes encaminhados aos meus cuidados o conforto, a recuperação da energia e a qualidade de sono. Mais uma vez sou agraciada com aquele sorriso gratificante de quem está satisfeito com os resultados do tratamento oferecido por meus conhecimentos.

Hoje minha clínica está retomando a Odontologia nas resoluções dos problemas clínicos com a chegada de Laura, minha filha recém-formada e que está se especializando em Prótese Dentária pela FOP – UNICAMP.  Uma gratidão imensurável.

A gratidão tem feito parte do processo de minha vida pessoal e profissional de forma intensa e constante. E esta gratidão começou bem antes, com uma família que me ajudou a construir cada momento de minha jornada. Desta forma, não poderia de deixar de agradecer à grande guerreira que fez com que tudo isso fosse possível: minha querida mãe. Feliz dia das Mães, Dona Jandyra, que não se contém em esboçar a alegria de um sono restaurador proporcionado pela filha Denise e um sorriso reconstruído por sua neta Laura integrantes da clínica DFB.

NOVA PROFISSIONAL E NOVOS SERVIÇOS

 

A Clínica DFB apresenta nova profissional e oferece novos serviços.

Para atender a demanda solicitada pelos clientes da clínica DFB, este ano a clinica passará a prestar novos serviços à população de Jundiaí e região com a mais nova Cirurgiã Dentista integrante da equipe de profissionais, Laura Fernandes Bana.

Laura é graduada pela Faculdade de Odontologia de Piracicaba, FOP-Unicamp, com a tese de conclusão de curso em Odontologia do Sono. Neste ano, ela dará continuidade aos seus conhecimentos profissionais com a pós-graduação em Prótese Dentária também pela FOP-Unicamp.

Leia Mais…

A saúde começa pela boca

Denise Fernandes Barbosa
Denise Fernandes Barbosa

A saúde bucal é parte integrante da saúde geral. O hábito da higiene bucal é e deve ser considerado como necessidade básica. Assim como se alimentar, tomar banho, praticar exercícios e dormir, a higiene bucal também faz parte desses hábitos.

A falta de higiene bucal além de prejudicar a saúde dos tecidos da boca também pode prejudicar a saúde como um todo. De acordo com a Associação Americana de Diabetes, portadores de Diabetes possuem uma prevalência aumentada de doenças gengivais (gengivite e periodontite) e em geral dados indicam que a gengivite crônica em associação com diabetes, pode contribuir para o desenvolvimento de problemas cardíacos, tais como doenças cardíacas, acidentes vasculares encefálicos isquêmicos (derrame cerebral) e doenças renais.

Por isso, escove os dentes e use fio dental sempre após as refeições.

Uma dica para verificação se a higiene bucal foi bem executada é utilizar a língua para inspeção. A língua tem alta capacidade proprioceptiva, ou seja, a capacidade em reconhecer a localização espacial com simples contato sem ser necessário utilizar a visão. Então, após a escovação e uso do fio dental, passe a língua por todos os dentes. Se sentir que a superfície dental está lisa é um sinal de que a higiene foi bem executada. Caso sinta a superfície áspera, é indicativo de retenção de sujidade. Neste caso, dê mais atenção a esta superfície, escovando-a novamente. Se mesmo assim sentir aspereza, procure um Cirurgião Dentista para avaliação e conduta.

Vários problemas de saúde podem ser evitados através da prevenção. Cuide-se e sorria para a vida!

Diagnóstico Funcional Bucal

Denise Fernandes Barbosa
Denise Fernandes Barbosa

Prevenção das doenças – Embasada nos conceitos da odontologia moderna e tecnologia de ponta, a Clinica Diagnóstico Funcional Bucal tem a saúde, bem estar e qualidade de vida como prioridade em sua gestão.

A medicina cuida da saúde com foco na prevenção através de check-up periódicos. Por que também não fazer o check-up periódico da boca, que é a porta de entrada para muitas dornças?
Função equilibrada e harmonia facial – Acompanhar o crescimento e desenvolvimento das crianças também é o objetivo da Clinica de Diagnóstico Funcional Bucal, na busca constante por equilíbrio funcional dos maxilares e estética facial.
Melhorar o posicionamento dental, não é apenas uma questão estética é uma questão de saúde e isto se dá através das especialidades odontológicas para manter ou restaurar a harmonia facial. Requer conhecimento especializado visando proporcionar um trabalho de altíssima qualidade.
Odontologia do Sono – Uma noite bem dormida é sinônimo de qualidade de vida, melhorando a autoestima e confiança. Ronco, apneia e bruxismo são algumas das causas mais freqüentes dos distúrbios do sono. A odontologia do sono é uma prática integrada a Medicina do Sono e a Clinica Diagnóstico Funcional Bucal têm uma equipe de profissionais capacitados e habilitados para o tratamento destes distúrbios.
“O que vale não é quanto se vive; mas como se vive a vida.” KING, M.L.

Saiba como deve ser o desenvolvimento correto da boca

Segundo Claud Bernard – fisiologista, “a função cria o órgão”, e baseado nesse conceito algumas dicas para o correto crescimento e desenvolvimento da boca.

Desenvolvimento natural da boca uma criança aos 6 anos com orientações de prevenção e função equilibrada.

Sucção e deglutição

Tudo se inicia ao nascimento através do aleitamento materno, que deve ser exclusivo até os seis meses de idade. Nesta fase os músculos da boca estão proporcionando o crescimento do maxilar inferior e iniciando o treinamento para a futura mastigação.

Respiração

Quando o bebê está mamando no seio a respiração é nasal. Dessa forma evitam-se os problemas respiratórios, pois o nariz tem a função de filtrar, aquecer e umidificar o ar que entra nos pulmões, além disso, promove o crescimento do maxilar superior.

Mastigação

Antes do aparecimento dos dentes o bebê já tem a necessidade de levar objetos à boca. Logo que aparecem os dentes alimentos sólidos, coloridos e consistentes devem ser introduzidos de forma lenta e gradual, até que o ciclo mastigatório se instale e os dentes cumpram sua função e proporcionem o desenvolvimento dos maxilares superior e inferior.

Fala

A última função da boca aprendida corretamente, em sua grande maioria, se dá quando as outras funções estiverem ocorrendo de forma harmônica e equilibrada.

Agora é só por em pratica as funções que a boca exerce não se esquecendo de que qualidade de vida é fundamental.

10 razões para escolher Diagnóstico Funcional Bucal

Saiba porque escolher tratar na clínica DFB – Diagnóstico Funcional Bucal:

1. Excelente grupo de profissionais; 2. Atendimento humanizado; 3. Atenção com responsabilidade; 4. Qualidade e estabilidade; 5. Constante atualização; 6. Alto padrão em biossegurança; 7. Alta tecnologia; 8. Mais de 30 anos de experiência; 9. Reconhecimento nacional e internacional e 10. Satisfação com o tratamento.

Biossegurança – Cuidados com a esterilização do instrumental

Clínica dfb -sala de esterilização
Clínica dfb -sala de esterilização

Para eliminar e controlar doenças transmissíveis,é importante que se tenha a prática do monitoramento do equipamento utilizado no processo de esterilização – Autoclave. É necessário registrar o monitoramento físico, químico e biológico do equipamento. Os responsáveis pela clínica dfb sabem responder às três perguntas básicas:

  1. Sabe a necessidade de aplicar as boas práticas prática em biossegurança?
  2. Sabe que a autoclave pode apresentar defeito?
  3. Sabe diagnosticar prováveis problemas com a autoclave?Os profissionais da clinica dfb utilizam esta prática recomendada pela ANVISA, garantindo a eficiência do equipamento utilizado para esterilização dos artigos.

O monitoramento físico deve ser feito semanalmente, e consiste na manutenção preventiva do equipamento a cada seis meses ou conforme orientação do fabricante, e quando este apresentar alguma irregularidade detectada pelo processo; na limpeza com sabão neutro e esponja macia, pano úmido para a remoção do excesso e secagem com pano seco que não solte pelos; utilização somente de água destilada para autoclave; observação e registro do início do processo de aquecimento ao início do processo de esterilização do tempo, temperatura e pressão.

O monitoramento químico consiste em utilizar integrador químico próprio, que vai indicar temperatura, pressão e vapor para autoclave; e deve ser feito diariamente no primeiro ciclo.

O monitoramento biológico para autoclave consiste em utilizar o geobacilo esporulado stearothermophillus. O teste deve ser feito semanalmente e vai garantir que realmente o processo de esterilização foi executado com segurança.

Se acusar irregularidade no processo, o equipamento deverá passar pela assistência técnica autorizada. Solucionado o problema, deve-se manter junto do registro a ordem e a nota fiscal do serviço executado.

A manutenção desse procedimento de rotina na clínica dfb garante o funcionamento do equipamento, excelência profissional na prestação dos serviços e qualidade de vida para quem nos procura.
Maiores informações: http://www.cristofoli.com/biosseguranca2/?tag=denise-fernandes-barbosa

 

Diagnóstico Preventivo Digital

intra oral

O Diagnostico Preventivo Digital une o conhecimento profissional à mais alta tecnologia em captação de imagem intra oral. Através do sistema de captação de imagem, é possível realizar a captura de imagem dos dentes com um aumento de até 60 vezes. Além de um exame mais precioso, a comunicação profissional/paciente se torna mais simples e eficiente, pois ”uma imagem vale mais que mil palavras”.

Leia Mais…

Só uma olhadinha ou uma consulta odontológica?

Centro de Prevenção e Controle das Doenças
Centro de Prevenção e Controle das Doenças

Dra. Denise Fernandes Barbosa

Este mês, gostaria de falar um pouco sobre os procedimentos de biossegurança nos consultórios odontológicos e honorários profissionais. De acordo com o Centro de Prevenção em Doenças dos Estados Unidos da América, deve ser adotado o conceito de precaução universal: todo paciente deve ser considerado portador de doenças contagiosas. Assim, os cuidados para evitar a contaminação cruzada devem ser adotados para todos os pacientes que procuram por um profissional de saúde, sem exceção.
Hoje em dia, é muito importante a precaução com relação à contaminação cruzada. A boca é um local de abrigo para muitos micro-organismos. Todo material que vai à boca do paciente deve estar esterilizado, isto é, ter passado pelo processo completo de esterilização, que vai desde a limpeza mais profunda com agente químico adequado, até a esterilização pela autoclave, considerado o equipamento mais eficaz e seguro quando moni-torado através de registro físico, químico e biológico. Para tal, utilizam-se envelopes especiais para acondicionamento dos instrumentais, que devem ser descartados após o uso, como preconizado pela Anvisa e Ministério da Saúde. Leia Mais…